fbpx

Redes sociais para e-commerce: como utilizá-las da forma correta?

redes sociais para e-commerce
7 minutos para ler

As redes sociais para e-commerce são indispensáveis para que o negócio se mantenha competitivo frente ao mercado. De acordo com Social Media Trends, 96,2% das marcas que participaram do estudo estão presentes nas redes sociais e 62,6% acreditam que elas têm um papel muito importante para as empresas.

E realmente tem. Com uma estratégia eficiente é possível entender o comportamento do cliente para conquistá-lo, estreitar o relacionamento, responder seus questionamentos e, principalmente, gerar vendas. Continue lendo o post e aprenda a como utilizar as redes sociais em benefício do seu negócio virtual.

Por que explorar as redes sociais para e-commerce?

O e-commerce tem a possibilidade reforçar seu branding por meio das redes sociais. O Social Media Trends também mostrou que 53% das empresas acreditam que o papel mais importante é a possibilidade de divulgar a marca. Ter perfis nas principais mídias sociais permite que você se apresente ao público de forma direta e interaja com ele.

Atualmente o público quer mais das marcas do que interações exclusivamente comerciais. Com as redes sociais, é possível mostrar o lado “humano”, feito por meio do diálogo, conteúdo específico, confiança e até mesmo um pouco de bom humor.

São esses detalhes que humanizam e estreitam a relação com os consumidores, criando assim um diferencial, capaz de convencer o público tanto quanto preço ou a conveniência de adquirir um produto/ serviço sem sair de casa.

Como usar as redes sociais da forma correta?

Em linhas gerais, não basta ter um perfil e esperar que os seguidores venham, interajam e comprem. É necessário ter uma estratégia sólida, pautada em números, pesquisa e trabalho. Vamos aos ponto-chave:

Defina em quais redes sociais vai atuar

O primeiro passo é entender quem é seu público, quais suas características e quais plataformas são mais ou menos utilizadas por eles. Existem muitas presentes no mercado, contudo algumas são mais utilizadas e oferecem mais oportunidades. São elas:

Facebook

A maior rede social também é a que oferece mais ferramentas, possibilidade de divulgação e mensuração, além de um marketplace para venda direta para os seguidores;

Twitter

O Twitter é um pouco mais limitado, uma vez que cada publicação pode ter apenas 280 caracteres, por isso é mais objetivo. É uma maneira eficiente de prestar atendimento ao público, apresentar resultados de pesquisas, links para outros conteúdos, entre outras ações.

Instagram

O principal formato do Instagram são as imagens, que podem ser utilizadas para apresentar produtos, aumentar o reconhecimento da marca, engajamento com o consumidor, entre outras ações.

YouTube

É o segundo maior portal para pesquisas do mundo, ficando atrás apenas do Google. Com o YouTube é possível publicar vídeos para reforçar a marca, encantar, educar, engajar o consumidor, entre outras possibilidades que aumentam o tráfego da loja virtual.

Defina objetivos e persona

Antes de começar a planejar é preciso definir duas coisas: objetivos para a rede social escolhida e a persona que será o alvo das ações. Entre os objetivos mais comuns estão:

  • aumentar o número de conversões;
  • aumentar o número de vendas/ tíquete médio;
  • divulgar a marca para novos nichos;
  • aumentar a base de seguidores, entre outros.

No entanto, suas publicações precisam estar alinhadas com sua meta. Dessa forma, é possível estabelecer um editorial de conteúdo relevante para seu público.

A persona refere-se à descrição semi-fictícia daquele que seria seu cliente ideal, com pessoas que possivelmente compraria de você e teriam total satisfação com seus produtos ou serviços. Elas apresentam características que representam a personalidade da sua marca.

É possível até ter mais de uma persona, mas os objetivos são diferentes e, consequentemente, o direcionamento das postagens também. Seu conteúdo precisa ser adequado a essa persona, mas sem esquecer seus objetivos.

Crie um calendário editorial

Um calendário editorial determina uma rotina de divulgação de conteúdo em todas as plataformas que atua. A partir daí é possível organizar os seguintes pontos:

  • datas de publicação;
  • prazos para produção do conteúdo;
  • objetivos;
  • pautas e temas;
  • proporção do conteúdo para topo, meio ou fundo de funil;
  • palavras-chave e hashtags utilizadas;
  • formato do conteúdo (vídeos, fotos, texto, stories, enquetes etc.);
  • data de lançamento de promoções e campanhas.

Estimule o engajamento com os seguidores

O engajamento é como o termômetro da sua estratégia de comunicação de redes sociais para e-commerce e leva em consideração as ações dos usuários como comentários, curtidas, reações, compartilhamentos e recomendações. Com ele a marca promove o aumento do número de clientes e sua lealdade, daí a importância de se esforçar para incentivar o engajamento dos seguidores.

Entre as práticas que aumentam o engajamento estão:

Esteja onde o cliente está

É importante conseguir identificar onde seu público consome conteúdo, quais páginas ele tem como referência, quem ele segue, com quem interage e como se comporta. Isso permite alcançá-lo com maior facilidade.

Desenvolva uma estratégia ampla

Isso quer dizer que o conteúdo produzido deve ir além das ofertas. O ideal é postar conteúdo informativo, capaz de entreter, fazer o público pensar e principalmente opinar. O que exige a definição de elementos-chave como tópicos e temas para o conteúdo, a abordagem, tipo de linguagem, formatos que geram mais engajamento, entre outros pontos importantes.

Personalize o conteúdo

Já foi mencionada a possibilidade de elaborar estratégias para diferentes personas. Essa é uma forma de humanizar a estratégia e a marca como um todo, principalmente quando as postagens se assemelham a uma conversa com o interlocutor.

A personalização, nesse sentido, atua como uma ferramenta para segmentar os clientes durante as etapas que compõem sua jornada. Para isso é importante ter uma mensagem específica para cada persona. Assim poderá criar conteúdo que ela vai se identificar e se interessar.

Aposte nos diferentes recursos

Vídeos, imagens de qualidade, gifs, enquetes e até os memes podem ser utilizados na estratégia. A ideia aqui é diversificar os formatos, de modo a atrair e entreter seus seguidores.

Aposte em anúncios patrocinados

Os anúncios patrocinados chegam mais rápido ao seu público-alvo. Você pode tanto, alavancar suas postagens de conteúdo orgânico, quanto apresentar suas ofertas. Os valores pagos são geralmente por lance, é possível segmentar os anúncios e definir valores mínimos/ máximos para as campanhas.

Ofereça atendimento de qualidade

As redes sociais para e-commerce também têm um papel fundamental na comunicação com o público. A partir delas, ele consegue tirar dúvidas, questionar sobre o uso de um produto, dar feedback e reclamar. Daí a necessidade de responder a todas as interações, independente se são positivas ou negativas.

Responder com rapidez e cordialidade cria uma imagem positiva, mesmo se o cliente não vai fechar a compra naquele momento. Ele se aproxima da marca, interage e quando for o momento adequado, se lembrará dela. Por isso o atendimento é um fator decisivo para o sucesso de qualquer negócio nas mídias digitais.

Mensure os resultados

A grande vantagem é poder utilizar ferramentas (próprias das plataformas ou externas) para mensurar o engajamento. São informações que permitem saber como seu público interage com os perfis, o que possibilita construir um relacionamento mais profundo com seus clientes.

As redes sociais para e-commerce exigem esse acompanhamento. A partir dele é possível entender o que está funcionando e o que precisa ser aperfeiçoado. Com isso, o negócio pode desenvolver uma estratégia sólida, pautada em dados e não apenas em “achismos” ou na intuição dos gestores.

Gostou do que leu? Aproveite e assine nossa newsletter. O conteúdo é rico e certamente vai sanar suas dúvidas em relação a diferentes pontos do comércio digital.

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-